10 Desvantagens dos Alojamentos Web Gratuitos

1
743
views

Provavelmente já viu várias ofertas de Alojamento Gratuito pela Internet, no entanto quando se trata de um site empresarial ou de um projecto ao qual pretende dar alguma credibilidade e tem planos para um futuro prolongado do mesmo, deverá ter atenção às seguintes contra-partidas que normalmente estão associadas a este tipo de Alojamento Web Grátis:

1 – Downtime

Se o serviço é gratuito, então é bem possível que muitas pessoas estejam interessadas no mesmo. Não só pessoas que querem realmente criar o seu site, mas também utilizadores mal intencionados que pretendem aproveitar o facto do serviço ser gratuito para usar o mesmo para envio de spam, distribuição de software ilegal, scripts para ataques de Flood e DDoS, entre outros.

Por este motivo, facilmente um único utilizador do serviço poderá tornar o servidor que suporta o mesmo instável e fazer com que todos os sites fiquem inacessíveis, podendo provocar longos downtimes, sem que você possa reclamar pois na realidade é um serviço pelo qual não pagou.

Os downtimes vão fazer com que o seu site, seja ele um negócio, projecto ou portfolio, perca credebilidade, podendo desta forma o “custo” do gratuito, sair mais caro do que aquilo que pensava.

2 – Falta de Suporte

Mais uma vez, sendo um serviço gratuito, este será “invadido” por qualquer tipo de pessoa. Quantos mais utilizadores do serviço, mais dificil será manter a estabilidade do servidor.

Quando existir algum downtime, provavelmente o seu primeiro pensamento será enviar um e-mail para o Suporte do serviço a questionar qual a razão do downtime. O seu e o dos restantes utilizadores alojados no mesmo serviço.

Como deverá compreender, sendo um serviço gratuito, a menos que seja suportado por uma grande empresa com muitos colaboradores e uma equipa dedicada ao serviço gratuito, é muito provavel que este seja um trabalho de um único homem, nos seus tempos livres, pois provavelmente não será o serviço de alojamento gratuito que garante o seu ordenado ao fim do mês, a menos que seja rentabilizado com publicidade nos seus sites.

Tendo em conta este pormenor, os seus pedidos de suporte poderão demorar dias, semanas ou até meses a ser respondidos.

Para além disso, a pessoa que está a fornecer suporte não se irá importar em o ajudar a resolver pequenas questões de fácil resolução relacionadas com as plataformas que utiliza no seu site. Questões estas que por vezes apenas algumas empresas de Alojamento Profissional que prezam por um melhor acompanhamento aos seus clientes, se preocupam em ajudar.

3 – Publicidade

Muitos destes serviços são sustentados pelo dinheiro obtido através de publicidade obrigatório que será colocada no seu site.

Se para muitas pessoas colocar publicidade no seu site pessoal, fórum de discussão ou outro tipo de site comunitário não haverá problema, o mesmo não se aplicam a sites de lojas online, divulgação de produtos e serviços ou sites instituicionais.

Se por exemplo for utilizado o sistema de publicidade do Google Adsense, este irá mostrar publicidade relacionada com o conteúdo do seu site.

Para o caso de ser um site instituicional ou comercial, é muito provavel que nos resultados apareça publicidade a sites da sua concorrência, o que não é algo muito agradável para si ou para a credibilidade do seu negócio.

4 – Sem domínio próprio

Outra das grandes desvantagens destes serviços é que a maioria não lhe permite ter um domínio próprio, sendo obrigado a utilizar um sub-domínio com o nome do serviço, como por exemplo onomedoseusite.000webhost.com.

Para além de ser um nome bastante comprido e dificil de memorizar, os seus clientes e utilizadores do seu site vão à partida ter conhecimento de que está a utilizar um serviço gratuito.

Para muitas pessoas, a imagem que irá transmitir é de que o seu negócio online não é relevante, o que poderá fazer com que perca negócios, comprovando-se mais uma vez que o barato sai caro.

Com um serviço de alojamento profissional, poderá ter o seu site com um nome de domínio próprio, podendo inclusive mudar de empresa de alojamento a qualquer momento sem ter que mudar de endereço de site.

5 – Sem contas de e-mail

Muitos destes serviços não fornecem contas de e-mail, sendo impossível para si criar contas de e-mail com o endereço do seu site.

Mesmo aqueles serviços que fornecem, o seu endereço de e-mail vai ficar algo como oseucontacto@onomedoseusite.000webhost.com.

Provavelmente não irá ter interesse em colocar este endereço nos seus cartões de contacto e irá acabar por utilizar um e-mail @sapo.pt, @netcabo.pt, @gmail.com ou @hotmail.com, que se for a comparar, continua a ser um serviço gratuito e sem qualquer branding para a sua empresa, descredebilizando a mesma.

Com um serviço de Alojamento Profissional, poderá criar as suas próprias caixas de correio com o endereço do seu site, ficando por exemplo comercial@nomedaempresa.pt.

6 – Sem suporte PHP / MySQL, etc

A maioria destes fornecedores de alojamento web grátis, apenas fornecem suporte a páginas HTML, impossibilitando-o de criar páginas dinâmicas com ligações a base de dados e formulários.

O suporte a PHP e MySQL é muito simples de ser implementado num servidor, no entanto estas tecnologias aumentam em muito o consumo de recursos por cada conta de alojamento no servidor e diminuem assim drasticamente o número de contas de alojamento de um servidor normal.

Normalmente as empresas de alojamento definem um valor máximo de contas de alojamento por servidor para em média 250 contas/servidor.

No entanto estes serviços triplicam este valor em servidores com suporte PHP e MySQL e em servidores sem suporte a estas tecnologias, podem aumentar para 2000 a 3000 sites por servidor, visto que o HTML não usa praticamente nenhuns recursos do servidor para compilar a sua sintaxe, ao contrário do que acontece com sites em PHP.

Com suporte apenas para HTML, o seu site irá ser muito pouco dinâmico e não irá ter grande interactividade com o cliente, tornando-se um site apenas com conteúdo estático e sem as praticamente funcionalidades nenhumas.

7 – Espaço e Tráfego Limitado

Apesar de alguns fornecedores de Alojamento Gratuito também oferecerem Planos de Alojamento Web com Espaço Ilimitado e Tráfego Ilimitado, a maioria deles limitam excessivamente o espaço dos seus planos, não fornecendo espaço e tráfego mensal suficiente para que possa manter o seu site.

Normalmente num plano de alojamento de um cliente comum, o que ocupa mais espaço por vezes não são os ficheiros do site, mas sim as caixas de correio das suas contas de e-mail e as bases de dados dos seus sites.

Se atingir o seu limite de espaço, provavelmente o serviço de alojamento gratuito não terá um plano acima para o qual possa fazer “upgrade”, tal como acontece nos serviços pagos.

Isto irá fazer com que tenha que procurar rapidamente um serviço de alojamento para migrar, o que é um processo que deve ser normalmente feito com algum cuidado, muita pesquisa e tempo.

O mesmo acontece no caso de atingir o tráfego mensal do seu site, sendo necessário uma migração imediata do serviço.

Por vezes alguns provedores de webhosting gratuito não desactivam o plano após ultrapassar o tráfego mensal, colocando nos Termos de Serviço a indicação das taxas cobradas caso ultrapasse o tráfego mensal, sendo estes valores normalmente exorbitantes e podendo o serviço sair mais caro do que um serviço normal caso não tenha atenção aos consumos.

8 – Falta de Ferramentas e Funcionalidades

Não espere encontrar as ferramentas mais recentes e mais úteis num serviço de alojamento grátis.

Normalmente este tipo de serviços utiliza paineis de controlo bastante limitados a nível de funcionalidades, que tornam a mais simples tarefa, um autentico quebra-cabeças.

A maioria dos serviços não permite sequer criar um ficheiro de backup para download, tendo este processo ter que ser feito manualmente utilizando FTP, caso seja uma opção disponível, pois poderá também estar limitado a um gestor de ficheiros web-based.

Se gosta de ferramentas que lhe permitem instalar centenas de scritps na sua conta de alojamento com apenas alguns cliques como é o caso do Softaculous, então o melhor será optar por um serviço de alojamento premium que ofereça esta ferramenta, pois não a encontrará neste tipo de serviços.

Acha que o Idera CDP Backups (anteriormente conhecido como R1Soft CDP Backups) é a solução de backups mais espectacular que um serviço de Alojamento pode ter? Nós também! Mas não o irá encontrar num serviço de alojamento grátis.

Estes são apenas alguns exemplos de funcionalidades e ferramentas que não estarão disponíveis num serviço de webhosting grátis.

9 – Perda de Dados

Hoje em dia infelizmente quase tudo tem um preço, no entanto os dados e informações são algo que dificilmente se consegue atribuir um valor.

Uma simples base de dados pode conter informação bastante importante e que valha milhões de Euros (€).

Em qualquer serviço de alojamento, seja ele grátis ou pago, o cliente é responsável por manter as suas cópias de seguranças, a menos que pague valores extremamente altos por um serviço que lhe garanta a integridade dos backups dos seus dados.

As empresas que fornecem alojamento partilhado profissional, têm normalmente definido um plano de backups para guardar alguns pontos de restauro dos dados alojados nos seus servidores para que possam recuperar facilmente as informações em caso de falha de hardware.

Muitas das vezes os clientes deixam de fazer os seus próprios backups, pois verificam que a empresa os faz. No entanto as cópias de segurança feitas pela empresa de alojamento não devem ser utilizados pelos clientes como garantia de reposição em caso de estes eliminarem ou editarem um ficheiro sem querer, tiverem um problema durante uma manutenção a uma plataforma, etc.

Sempre que o cliente pretende fazer uma alteração, manutenção ou actualização nas plataformas do seu site, deverá criar uma cópia de segurança e fazer o download da mesma para o seu computador, duplicar a mesma para um servidor de testes/desenvolvimento local ou remoto e apenas após confirmar que as alterações foram aplicadas correctamente em ambiente de testes/desenvolvimento, é que deverá efectuar upload para o servidor onde a plataforma se encontra em produção.

O cliente não deverá estar à espera de que os backups realizados pela empresa sejam a sua salvação caso uma actualização corra mal. No entanto a verdade é que a maioria das empresas de alojamento profissional, fornecem os backups se o cliente solicitar, caso este tenha feito alguma alteração que tenha corrido mal.

Mas o cliente não terá a mesma sorte num serviço de alojamento gratuito, pois o mais provavel é não existir um plano de backups, nem sequer para recuperação em caso de falha de hardware.

Assim, caso haja alguma falha de hardware e você não tenha feito os seus backups, poderá dizer adeus ao seu site e provavelmente ao seu negócio online.

10 – Serviço sem garântias

Como toda a gente sabe, o barato sai caro. Um serviço pelo qual não pagou nenhum montante nem sequer tem factura ou recibo do que lhe está a ser fornecido, é um serviço que também não lhe poderá dar garântias ou do qual você não pode reclamar ou fazer exigências.

Não seria a primeira vez que um destes serviços desaparecia da Internet de um dia para o outro, deixando inacessíveis milhares de sites e causando danos a milhares de negócios.

Existem muitas razões pelas quais isto pode acontecer, seja pelo serviço se ter tornado insustentável para aqueles que o estavam a suportar ou mesmo por perda total dos dados sem que tivesse sido planeado qualquer plano estratégico de recuperação dos dados.

Manter um site comercial num destes serviços é uma incógnita, pois nunca sabe se o seu site amanhã estará ainda online ou simplesmente desapareceu, assim como os responsáveis que mantinham o serviço de alojamento grátis.


Estes são apenas 10 exemplos das desvantagens que um deste serviços acarreta, no entanto facilmente se encontram muitas mais.

Seja prudente na selecção do seu serviço de alojamento e não seja iludido pelo facto de ser um serviço grátis.

Se pretende um serviço de qualidade, já sabe que este terá custos associados.

Grátis é o queijo que as pessoas metem na ratoeira. Não seja o rato.

  • Grandes verdades, quem ja passou por isso sabe que é assim 😉
    Excelente artigo