Editar ficheiro hosts no Windows

1
1893
views

Já anteriormente tínhamos fornecido instruções sobre como alterar o ficheiro hosts no macOSx e tivemos óptimo feedback dos nossos clientes.

Como o sistema operativo Windows ainda continua a ser um dos mais utilizados em computadores pessoais, decidimos agora deixar aqui as instruções para o fazer em Windows.

Caso não saiba qual a utilidade do ficheiro hosts, nós explicamos. Quando existe uma alteração de IP de umas das zonas DNS de um determinado domínio, é necessário aguardar que esta propague pelos DNS Servers.

Numa migração de servidor, por exemplo, é por vezes necessário confirmar se os sites ficaram a funcionar correctamente. Assim altera-se o ficheiro hosts de forma a alterar o mapeamento do hostname para outro IP, podendo-se assim aceder a um determinado domínio pelo novo IP.

Existem duas formas de se efectuar esta alteração, sendo que lhe vamos demonstrar aquela que é identica a todas as versões do Windows.

Microsoft Windows 7

    • 1 – Aceda ao Menu Iniciar > Todos os Programas > Acessórios;
    • 2 – Clique com o botão direito do rato no “Bloco de Notas” e depois seleccione em Executar como Administrador;
    • 3 – Aceite a execução do programa na janela do User Account Control (UAC) caso apareça;
    • 4 – Clique em Ficheiro -> Abrir;
    • 5 – Altere o filtro de ficheiros de “Documentos de Texto (*.txt)” para “Todos os Ficheiros (*.*)”;
    • 6 – Navegue até à directoria “C:\Windows\System32\Drivers\etc”;
    • 7 – Seleccione o ficheiro “hosts” e clique em “Abrir”;
    • 8 – Deverá adicionar agora uma linha a esse ficheiro contendo o IP e o hostname. Neste exemplo queremos que o domínio webtuga.com aponte para o IP 80.172.225.20;

  • 9 – Feche o Bloco de Notas e salve as configurações;
  • 10 – Execute a Linha de Comandos do Windows através do Menu Iniciar > Todos os Programas > Acessórios;
  • 11 – Corra o comando “ipconfig /flushdns” para efectuar Flush à cache DNS;
  • 12 – Efectue o comando “ping webtuga.com” (substituindo webtuga.com pelo hostname em questão) e verifique se o domínio já responde através do novo IP, através do output desse comando;

O ficheiro hosts poderá ser muito útil, não só em migrações mas também para desenvolvimento web no servidor local com o próprio domínio. Fique atento, em breve publicaremos mais tutoriais do seu agrado!