RAID não é um sistema de backups

1
281
views

Muitas empresas no mercado dos Serviços de Internet, destacam o facto de terem os armazenamento dos dados dos seus servidores num sistema RAID, indicando que este é o seu sistema de backups.

No entanto um sistema RAID não é o mesmo que um sistema de backups, pelo que neste artigo iremos explicar melhor do que se trata um sistema RAID e as razões pelas quais este não deve ser considerado um sistema de backups.

Um RAID (Redundant Array of Independent Drives) é uma técnica para criar um sistema de armazenamento de dados composto por vários discos que possibilita o aumento da capacidade de armazenamento através da combinação de multiplos discos numa única unidade lógica, o aumento do desempenho na leitura e escrita de dados (I/O) e a redundância dos dados no caso de um dos discos que compõe o Array.

O sistema de RAID pode ser implementado por Software, sendo o sistema operativo a gerir o RAID, ou por Hardware, sendo meste último método necessário uma Controladora RAID instalada no servidor.

Existem também vários níveis de RAID, podendo os discos serem combinados de forma diferente em cada um dos níveis, dependendo do objectivo que se pretende.

Alguns dos níveis permitem aumentar a performance de leitura e escrita, enquanto que em outros a segurança e tolerância de falha é mais reduzida ou o aproveitamento de espaço é maior.

Cada nível tem as suas vantagens e desvantagens, devendo a escolha do nível de RAID ser feita com bastante cuidado.

No entanto, apesar de um sistema RAID poder escrever a informação em dois discos ou mais em simultâneo permitindo assim que no caso de falha de um dos discos do volume, outro entre em funcionamento sem que o servidor fique off-line, o RAID não deve ser considerado um sistema de backups.

Porquê? Porque num sistema RAID a replicação dos dados é executada em tempo real, não sendo guardado qualquer ponto de restauro para que possa ser restaurado em caso do cliente se enganar a editar ou apagar um ficheiro ou alguém mal intencionado que consiga acesso ao servidor remova os dados dos discos.

Mesmo fazendo a replicação dos dados reduzindo assim a perda de dados por falha de um dos discos, um sistema de RAID não é tolerante a erros do utilizador do serviço ou acções de hacking no servidor, sendo impossível recuperar um ficheiro que é apagado do RAID.

Por esse motivo, a WebTuga utiliza um sistema de Cópias de Segurança que guarda vários pontos de restauro com backups incrementais, sendo esta solução conhecida por Idera/R1Soft Continuous Data Protection, que tal como o nome indica, é uma solução de protecção continua dos seus dados.

  • Jose Marques

    Bom artigo!